WEBMAIL

Dezesseis anos de Ministério Episcopal

Todos nós temos datas significativas em nossa vida e sempre é bom recordá-las, trazê-las ao coração, retornando ao primeiro amor (Ap 2,4), para reavivar constantemente nosso modo de ser e agir (2Tm 1,6). Em 02 de setembro passado, há 16 anos, eu recebia a ordenação episcopal, em Poço das Antas/RS, pela imposição das mãos do estimado Dom Ângelo D. Salvador, o qual também daria a posse em Uruguaiana, no dia 30 do mesmo mês. Outro bispo e cardeal, que muito marcou minha vida e meu ministério, foi Dom Frei Aloísio Lorscheider, tendo a graça de conviver com ele por dois anos, em Porto Alegre, na Casa provincial dos franciscanos. Entre as diversas insígnias com que me presenteou, guardo como verdadeiras relíquias: uma mitra, um anel, uma cruz peitoral e casula festiva. Mas a herança mais preciosa foi seu testemunho de vida. Foi conselheiro espiritual no momento de aceitar a nomeação de Bispo para a Diocese de Uruguaiana, em 2007.

Além das doações citadas, herdei alguns livros litúrgicos. No Ritual de Ordenação encontrei um manuscrito, em forma de itens, com o título: “O BISPO”. Gostaria de apresentar seu conteúdo, para celebrar os 16 anos de ministério episcopal:

Dom Aloísio Alberto Dilli – Bispo de Santa Cruz do Sul