WEBMAIL

Discípulos do Senhor e peregrinos no mundo

Estimados irmãos e irmãs em Cristo Jesus! Na vida, todos nós temos compromissos, projetos e sonhos que gostaríamos de ver realizados. Mas a vida também é feita de um dia após o outro, e é nessa pequena fração do dia, que se renova a cada manhã, que a vida vai acontecendo com todas as conquistas, dissabores e glórias. Mas nenhuma vida será completa sem a presença dos outros, porque é no encontro com os outros que nós aprendemos a valorizar o que há de melhor e a corrigir o que de pior temos em nós mesmos.

Como cristãos, devemos renovar a nossa adesão ao Evangelho, no seguimento do Mestre Jesus a cada manhã, a cada momento, como os primeiros discípulos, às margens do mar da Galileia. Precisamos entender e pensar a cada dia, que seguir o Mestre é descobrir ou encontrar nos outros a imagem do amor de Deus; tendo presente que, se na vida não buscamos o Deus de Jesus Cristo, será impossível anunciar um amor verdadeiro, misericordioso e fiel a todas as pessoas que encontramos.

Viver o discipulado é ser um peregrino, que está sempre em busca da estrada que leva ao encontro do Mestre, e quando o encontra, não deixa de caminhar com ele, porque sabe que Ele é o caminho, a verdade e a vida que conduz ao Pai. Por isso, é importante esse começar a cada dia, contando com a graça de Deus. Quando fecho o meu coração, numa vida de autossuficiência, como cristão perfeito, que não precisa mais nem ouvir a palavra de Deus, nem participar dos sacramentos ou da vida da comunidade, é um sinal que não sou mais discípulo do Senhor Jesus, e preciso colocar-me novamente a caminho, para encontrá-lo e acolhê-lo, como Senhor da minha vida.

Precisamos entender que o batismo é um ponto de partida na vida do cristão. É importante não fecharmos o coração, para que a graça de Deus possa agir nossa vida. Ela continua transformando o batizado, durante toda a sua existência, para torná-lo um outro “Cristo”, capaz de sentir aquilo que ele sente, de escolher aquilo que ele escolhe, de amar aquilo que ele ama, de ter compaixão pelo próximo e viver a vida com esperança.

O cristão, que acolheu o Senhor Jesus em sua vida e tornou-se discípulo do Mestre, é uma pessoa comprometida com os valores do Evangelho. Ele trabalhará para fazer desaparecer as guerras, a injustiça e a pobreza, que desprezam a vida e tiram a paz e a dignidade do ser humano, e da sociedade como um todo. Ele tem presente, na sua peregrinação, que Jesus está no meio de nós, ele nos abre à esperança, a partir do nosso interior, nos ensina o caminho da salvação, nos convida a renascer pela misericórdia do Pai.

+ Dom José Gislon, OFMCap. – Bispo Diocesano de Caxias do Sul