WEBMAIL

Encontro entre CONSER e CRB reflete Ano Vocacional e Pacto Educativo Global

A tarde desta terça-feira (31), marcou depois de 3 anos o encontro entre o episcopado gaúcho e os Superiores e Superioras Provinciais das Congregações Religiosas presentes no Rio Grande do Sul.

O momento, realizado no CECREI, em São Leopoldo, reuniu os arcebispos e bispos do Estado com cerca de 40 Religiosos e Religiosas, representando suas congregações e em unidade com toda a Conferência dos Religiosos do Brasil.

A manhã iniciou com a missa e saudação inicial de Dom José Gislon, presidente do Regional Sul 3 da CNBB. Em seguida, os participantes acolheram dom João Francisco Salm, bispo diocesano de Novo Hamburgo e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada da CNBB e a Ir. Maristela Ganassini, Assessora do Serviço de Animação Vocacional Nacional.

Dom João Francisco trabalhou especialmente o Ano Vocacional, que acontecerá de 20 de novembro de 2022 a 26 de novembro de 2023. Segundo ele, a iniciativa será, para a Igreja do Brasil, um tempo oportuno de graça e evangelização.

“Tudo aquilo que fazemos, toda a nossa vivência, é uma resposta contínua a uma iniciativa de Deus em nossa vida. Toda a nossa vida é vocacional, cada segundo dela é vocação”, explica dom João. Para ele, o Ano Vocacional precisa ser compreendido em toda a sua amplitude: “Tratando de vocação e do Ano Vocacional não estamos falando só do padre, irmã ou consagrados, tratamos também da vocação dos leigos e leigas e da vocação matrimonial. Por isso precisamos de um amplo trabalho vocacional para que sejamos hoje a Igreja de Jesus Cristo”, aponta.

Confira abaixo o vídeo com Dom João Francisco:

Pacto Educativo Global

Para trabalhar a temática do Pacto Educativo Global, proposto pelo Papa Francisco, os bispos e religiosos acolheram a Ir. Iraní Rupolo, Reitora da Universidade Franciscana, em Santa Maria. A assessora expôs a ideia do Pacto, a partir de um olhar ao cenário atual, destacando que a realidade contemporânea encontra-se em transformação:

Vivemos uma mudança de época, de metamorfose antropológica, cultural, social e ambiental que gera novas linguagens, descarta paradigmas recebidos da história da humanidade. Vivemos mudanças sociais abruptas que repercutem nas relações interpessoais, produzem incertezas diante do presente e do futuro.

Alguns dados apresentados do contexto educacional também ajudaram os participantes do encontro a perceberem a realidade atual. Segundo Ir. Iraní, 12 milhões de jovens no Brasil não trabalham nem estudam e 66% das crianças de 6 a 7 anos não dominam a leitura e a escrita.

Por isso, a proposta do Pacto Educativo Global busca encontrar respostas convincentes diante da atual metamorfose cultural e antropológica que gera novas linguagens e paradigmas, através de 7 objetivos:

  1. Colocar a pessoa no centro
  2. Ouvir as gerações mais novas
  3. Promover a mulher
  4. Responsabilizar a família
  5. Abrir-se à acolhida
  6. Renovar a economia e a política
  7. Cuidar da casa comum

Os participantes do encontro reforçaram especialmente a importância do debate acerca do tema do Pacto Educativo e reforçaram que é fundamental as arqui/dioceses e congregações assumirem verdadeiramente os compromissos propostos pelo Papa Francisco neste âmbito.

A Ir. Elisete Paulus, vice-presidente da CRB Regional, avalia:

Muito importante este encontro para fortalecer a comunhão e o espírito sinodal. Somos inseridos na vida da Igreja e portanto somente nos encontrando e dialogando que juntos podemos nos animar, apoiar e fortalecer para a missão do Reino de Deus nos dias e realidades atuais.

Nesta quarta-feira, 1º de junho, a programação continua com o início da Assembleia Regional da Ação Evangelizadora, que se estende até o meio dia de quinta (02).

CNBB Sul 3