WEBMAIL

Fé, Gratidão e Emoção marcaram a 28ª Romaria da Mãe do Redentor

A cidade de Cachoeira do Sul acolheu no domingo, dia 16 de outubro, milhares de romeiros para a 28ª edição da Romaria Diocesana a Mãe do Redentor que depois de dois anos voltou a ser presencial. O clima foi favorável para os romeiros que tiveram tempo parcialmente nublado com temperatura amena, fazendo com que os fiéis, vindos de toda a diocese, do estado e até de fora do Rio Grande do Sul pudessem realizar a caminhada com tranquilidade.

Logo cedo os romeiros foram acolhidos na Catedral Diocesana com a possibilidade de tomarem café da manhã e participaram dos momentos de oração e animação dentro do templo. Por volta das 9h a imagem da Mãe do Redentor saiu da Catedral, em romaria, seguida por milhares de devotos, em direção a Capela no Parque da Romaria, uma caminhada de quase cinco quilômetros.

Dom Edson Batista de Mello fez a caminhada junto aos romeiros e no Parque da Romaria presidiu a Santa Missa concelebrada pelos padres de toda a Diocese. Dom Edson em sua homilia destacou a importância de cada vez mais estarmos próximos da Mãe do Redentor e nossa mãe: “Que bom estarmos na casa da Mãe! Colo de mãe não tem igual! Como é bom sentirmos o carinho, o afago, a proteção da Mãe. Casa de Mãe é sempre a nossa casa! Aqui no parque viemos nos colocar próximos da Mãe, para ouvirmos da Mãe do Redentor, fazei tudo o que Ele vos disser (Jo 2,5)”.

Dom Edson enfatizou o que significa fazer tudo o que Jesus nos disser: “Servir ao Senhor em primeiro lugar significa ouvir a Sua Palavra, meditá-la e colocá-la em prática. A missão do Cristão, deve ser como um modo de viver: Façam o que Ele pedir, deve ser como um programa de vida. Podemos aprender com esta liturgia, nesta romaria que A Mãe do Redentor está sempre atenta as nossas necessidades, as nossas urgências; Ela é a Mãe intercessora. Aprendamos que a Mãe do Redentor aproxima-nos sempre mais do seu filho Jesus, Ela nos ensina a fazermos de nossa vida uma oferta agradável a Deus.”

No período da tarde, as atividades religiosas reiniciaram-se as 13h 30min com a oração do Terço Vocacional, onde as equipes vocacionais da diocese se encontraram junto ao altar monumento para rezarem o santo terço, pois, durante o ano de 2023, a Igreja no Brasil celebrará o 3° Ano Vocacional, e assim espalha-se esse clima vocacional na diocese. Os animadores vocacionais meditaram junto aos romeiros algumas motivações para aquecer a preparação do lançamento deste ano vocacional que se dará em novembro deste ano. Os grupos que rezaram o Santo Terço são das paróquias: Sagrada Família, São Marcos, Nossa Senhora dos Navegantes, São Paulo Apóstolo, São José e Imaculada Conceição, e animação dos seminaristas maiores e Emaús da Paróquia Sagrada Família.

As 14h 30min aconteceu a Celebração da Benção da Saúde, presidida por Dom Edson de Mello, encerrando assim a 28ª Romaria da Mãe do Redentor, onde fomos chamados fortemente a Fazer tudo o que Jesus nos disser e com a presença da Mãe do Redentor, caminhar com Jesus rumo a Deus Pai.

O Pe. Hélvio Cândido coordenador geral da romaria fez a sua avalição ao final da Santa Missa: “A fé e devoção do povo é a parte mais bonita de nossa romaria, percebemos que o povo estava sedento, estava com saudades da Romaria. Estamos muito felizes com o povo de Deus rezando com Nossa Senhora, caminhando com Nossa Senhora, pessoas das periferias da cidade, do interior, de outras cidades que hoje vieram rezar com a Mãe do Redentor. Muito obrigado a todos que colaboraram para a realização desta linda romaria”.

A 28º Romaria a Mãe do Redentor teve a transmissão da Rádio Vida FM, da Rádio Fandango FM, e das Rádios Sobradinho AM e Jacuí FM; em áudio e vídeo, bem como da PASCOM de nossa diocese.

Com informações da Diocese de Cachoeira do Sul