WEBMAIL

Natal é vida que nasce…

“Natal é vida que nasce, Natal é Cristo que vem, nós somos o seu presépio e a nossa casa é Belém”. Este refrão natalino traduz muito bem o sentimento de muitos por ocasião da celebração do Santo Natal.

É o ar que respiramos nestes dias. A sensação de esperança e vida pelo fato inédito da história: o Deus Altíssimo, não somente nos visita, mas estabelece sua tenda entre nós, assumindo feições humanas, com a colaboração da meiga e doce Virgem de Nazaré na qual foi gerado de modo totalmente inédito o Filho Unigênito de Deus e irmão nosso.

Esse mistério de amor continua vivo, atual e presente. O Cristo continua vindo buscando abrigo nos corações. Por isso podemos cantar: “Nós somos seu presépio e a nossa casa é Belém”. É justo e conveniente vivenciarmos essa piedosa e feliz expectativa natalina do “Deus que vem”.

Expectativa que gera em nós esperança e alegria, porque algo novo e bom vai acontecer, contando que nos deixemos envolver pelo verdadeiro espírito natalino, que não vem das coisas, dos presentes que se dão, mas do que brota no coração das pessoas que se deixam iluminar pela Palavra que se fez gente, trazendo a salvação que a humanidade ansiava. Vem Senhor Jesus, o mundo precisa de ti, da tua luz, bondade, misericórdia e paz que somente tu, Senhor, pode dar-nos.

Toda a magia do Natal aparece na singela narração de Lc 2,1ss: Enquanto Maria e José foram registrar-se em Belém por ocasião do recenseamento, completaram-se os dias para o parto e Maria deu à luz o seu filho primogênito e o reclinou numa manjedoura, pois não havia lugar para eles na hospedaria. Um anjo apareceu aos pastores e a glória do Senhor os envolveu. E o anjo disse: não tenham medo, eis que vos anuncio uma grande alegria, que será para todo povo: nasceu-vos hoje um Salvador, que é o Cristo Senhor!

Para nós cristãos, Natal é Jesus. Compromisso com a vida e a libertação dos humildes e pequeninos. Não é feito de exterioridades, de coisas passageiras que o mercado quer nos fazer comprar a qualquer custo.

Deixemo-nos contagiar por essa vida que nasce, qual rio d’agua viva, que onde chega faz brotar a solidariedade e a justiça, fecunda a terra de frutos, flores e ervas que enfeitam as paisagens e enchem nossos olhos e coração de alegria e esperança, de paz e gratidão eterna.

Natal, data a ser comemorada em família e celebrada em comunidade! Enquanto pudermos, não percamos a oportunidade de expressar nossa gratidão por tamanha iniciativa divina. Vem, Senhor Jesus, o mundo precisa de Ti!

Para refletir: Como e com quem penso comemorar o Natal? Em qual comunidade vou expressar minha gratidão ao Deus/Menino que se fez um de nós para que nós possamos chegar a Deus? Qual presente espero de Deus neste Natal? O que mais preciso para saborear a paz anunciada pelos anjos?

Textos Bíblicos: Hb 1, 1-6; Lc 2, 1-14; Jo 1,1-5.9-14; Sl 97(98).

Dom Jaime Pedro Kohl – Bispo de Osório