WEBMAIL

Novo Ano: gratidão, esperança e desejo de Paz!

Minha saudação aos irmãos e irmãs que acompanham a Voz da Diocese. Unamos nossos sentimentos de gratidão ao final de mais um ano e reforcemos nossa esperança em mais um novo que inicia. Estamos no primeiro domingo deste novo ano de 2023 e celebramos a grande Solenidade de Maria, Mãe de Deus e Dia Mundial da Paz, implorando bênçãos sobre o novo ano.

Caros irmãos e irmãs. O primeiro sentimento no início deste novo ano é de gratidão. “A gratidão é a expressão de uma alma generosa que não se acha dona de tudo o que possui, mas sabe descobrir o que lhe foi dado por outros generosamente”. É o amor fraterno que leva à verdadeira gratidão, abrindo a alma para os outros num anseio de entrega confiante. Gratidão a Deus, reconhecendo os benefícios e graças concedidos por Ele para toda a humanidade e revelados plenamente no mistério do Natal que a pouco celebramos. Gratidão a Deus, porque no menino de Belém, encontrado pelos pastores, se dá o verdadeiro encontro de Deus com toda a humanidade. Gratidão aos irmãos e irmãs, reconhecendo o que inevitavelmente recebemos, pois, não vivemos sozinhos e isolados, mas vivemos, por natureza, em comunidade.

Prezados irmãos e irmãs, lembremos de que dizer muito obrigado não é uma expressão apenas de final de ano, mas uma manifestação do verdadeiro amor para com aqueles que no dia-a-dia de nossa vida, ajudam-nos a viver bem e a construir nossa história, sempre gratos a Deus, o Senhor de nossa história de “ontem, hoje e por toda a eternidade”.

Outro sentimento que brota é a esperança, pois vislumbrando o novo ano que inicia, esperamos muitas realizações e a superação de tantas dificuldades experimentadas no ano que chegou ao fim. Espera-se um ano novo de paz, de melhores condições de vida e de novos e bons relacionamentos em todas as esferas de nossa vida pessoal, familiar e social.

Caríssimos. Para nós cristãos, este novo ano começa com uma grande festa litúrgica: A Solenidade da Santa Mãe de Deus, Dia Mundial da Paz e da Fraternidade Universal. Com esta festa, renovamos a certeza de que Deus continuará a nos abençoar como fez no decorrer de toda a história.

Na Primeira Leitura desta liturgia, encontramos a bênção de Aarão que diz: “O Senhor te abençoe e te guarde; o Senhor faça brilhar a sua face e se compadeça de ti; o Senhor volte para ti o seu rosto e te dê a paz” (Nm 6,24-26). A bênção de Deus é um desejo de paz para a natureza e para todo o ser humano. Acolher esta bênção é deixar Deus ser presença e luz no percurso do novo ano e depositar Nele toda a confiança.

São Paulo escrevendo aos Gálatas nos lembra de que somos filhos e filhas de Deus e, por isso, chamamos a Deus – Abbá – Ó Pai. E como filhos e filhas somos herdeiros de toda graça que ele nos oferece. Desta forma renovamos nossa confiança filial.

De Maria, Mãe de Deus, recebemos o Salvador – Jesus. Com os pastores, somos convidados a reconhecer esta presença de Deus num Menino enrolado em faixas nos braços de uma Mulher, que silenciosamente guarda todas as coisas em seu coração. O Evangelho diz: “Maria guardava todos estes fatos e os meditava em seu coração” (Lc 2,19). Somos chamados com esta festa a reconhecer em Maria, Mãe de Deus, também a nossa mãe. Senti-la sempre pronta a interceder por nós para as grandes coisas que Deus realiza em nossa vida. Nós precisamos de Maria para não perder a grande alegria de viver e acreditar, mesmo quando as provações se tornam grandes desafios e o caminho se torna pesado. Olhando para o Menino Deus no Presépio, voltemos nosso olhar e contemplação à Cruz de Nossos Senhor Jesus Cristo. Assim, percebemos que, nas duas realidades, Presépio e Cruz, Maria nos ensina a estarmos em pé, firmes na fé e confiantes no amor de Deus. No Natal encontramos o mistério de sua Encarnação e na Páscoa, a graça da Redenção.

Irmãos e irmãs. Com sentimento de gratidão, concluímos o ano de 2022. Com sentimento de esperança iniciamos 2023. E comprometidos, cada vez mais, com a promoção da Vida, da Paz e da Fraternidade Universal, deixemos que a Gratidão, a Esperança e a Paz sejam a tônica de nossa caminhada em todo o ano novo, que apenas está iniciando.

Desejo a todos os melhores votos de um Feliz e Abençoado Ano Novo!

Dom Adimir Antonio Mazali – Bispo Diocesano de Erexim