WEBMAIL

O espírito do Natal na mudança de época

O Natal é uma das festas mais celebradas em todo o mundo, marcada por tradições antigas e significado religioso. No entanto, na medida em que a sociedade evolui, o Natal também passa por mudanças e atualizações.

Uma das mudanças mais evidentes no Natal moderno é a comercialização da festa. As decorações nas lojas cada vez mais cedo a cada ano e as expectativas de vendas pelo comércio. Além disso, o surgimento do comércio eletrônico tornou ainda mais fácil para as pessoas comprarem presentes sem sair de casa.

Diante da mudança de época surge a pergunta: como manter uma autêntica espiritualidade do Natal?

Os Roteiros para os encontros nas Pequenas Comunidades são muito felizes em apresentar uma visão celebrativa do Natal, válida para todos os tempos. O 1º encontro afirma que é Natal quando vivemos o Batismo. O Batismo é um sacramento base para a fé cristã, pois representa nossa união com Jesus Cristo e nossa aceitação do seu chamado para segui-lo. O nascimento de Jesus é uma oportunidade de renascimento espiritual para todos nós, e através do Batismo, podemos nos unir a Ele e compartilhar de sua graça e amor.

O 2º encontro diz que é Natal quando celebramos a Eucaristia. A Eucaristia é o momento em que comungamos o Corpo e o Sangue de Cristo. Ao participar desse sacramento, estamos nos aproximando da presença real de Jesus e nos alimentando espiritualmente. Quando participamos fielmente da Eucaristia, estamos vivendo o verdadeiro espírito do Natal e nos tornando mais próximos de Deus.

Também é Natal quando acreditamos na família. A família é um dos pilares fundamentais nas celebrações de Natal, que é essencialmente uma festa familiar. Acreditar na família significa valorizar os relacionamentos, demonstrar amor e oferecer apoio incondicional. O Natal nos convida a investir em laços familiares e a cultivar um ambiente de harmonia e compreensão.

É, também Natal, quando participamos da comunidade. Participar ativamente da comunidade nos permite viver a mensagem com mais pessoas que partilham do mesmo projeto de vida, para tornar o mundo um lugar melhor. Ao participar da comunidade, realizando boas ações e ajudando os mais necessitados, estamos vivendo o verdadeiro espírito natalino.

O último encontro nos assegura que é Natal quando vivemos o perdão. O Natal é o momento perfeito para abandonar qualquer ressentimento, mágoa ou rancor. O perdão é um dos ensinamentos centrais de Jesus Cristo e é essencial para vivermos o verdadeiro espírito natalino. O Natal nos convida a sermos mais tolerantes, compreensivos e a amarmos uns aos outros como Jesus nos amou.

Em conclusão, o verdadeiro Natal vai além das comemorações festivas. É um momento para refletir sobre como estamos vivendo os ensinamentos de Cristo em nossa vida diária. Viver o Batismo, celebrar a Eucaristia, acreditar na família, participar da comunidade e viver o perdão são maneiras essenciais de vivenciar o verdadeiro espírito natalino em todos os tempos e em todas as culturas. Que possamos fazer do Natal um momento de transformação e renovação espiritual.

Com estas motivações, desejo feliz e abençoado Natal a todos!

Dom José Mário Scalon Angonese – Bispo Diocesano de Uruguaiana