WEBMAIL

Olhar para o céu a partir da realidade da terra!

Queridos irmãos e irmãs em Cristo Jesus! Como homens e mulheres de fé, discípulos e discípulas do Senhor Jesus, que acolheram no coração o Evangelho, celebramos o retorno de Jesus ao Pai, na Solenidade litúrgica da Ascensão do Senhor.

Nessa Solenidade, somos convidados, como Igreja, povo de Deus a caminho, a aclamar, cantar e louvar o Senhor, que ascende ao céu e senta no seu trono santo à direita do Pai. Sabemos que esta palavra se cumpriu em Cristo Jesus, Filho de Deus descido do céu para a nossa salvação, e ascendeu ao céu, depois de ter cumprido tudo aquilo que nas Escrituras referia-se a Ele. O Rei Messias, que instaurou sobre a terra o Reino do seu Pai, através do dom total de si sobre o trono da cruz, hoje retorna ao Pai, levando consigo a humanidade redimida e reconciliada.

A ascensão de Jesus ao céu é o acontecimento da chegada de todo o Evangelho, história e atos de Jesus, e aquele da partida para narrar a história e os atos da Igreja e dos apóstolos. O céu designa o lugar onde se encontra o seu e nosso Pai. E, como Povo de Deus a caminho, em cada situação que toca a nossa vida, podemos sempre elevar aos céus o olhar de onde somos olhados, acompanhados e abençoados pelo Senhor Jesus, que de diversos modos, permanece conosco todos os dias.

As últimas palavras de Jesus aos seus discípulos não foram de despedida e de abandono (Mt 28,16-20), mas foram marcadas pelo envio missionário: “ide e fazei discípulos meus em todos os povos, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo” (Mt 28,19), para que pudessem anunciar ao mundo o Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo. Não foi uma despedida ou abandono, porque o próprio Senhor Jesus afirma: “Eis que eu estarei convosco todos os dias, até ao fim do mundo” (Mt 28,20).

O acontecimento da Ascensão do Senhor ao Céu é a entrada de Cristo no santuário do céu, no Santo dos Santos, na comunhão trinitária. Ali, entre o Pai e o Espírito, agora está presente também a nossa carne humana. Com Jesus, que ascendeu ao céu, também nós agora temos acesso ao Pai no Espírito e podemos caminhar com Jesus em direção à casa de Deus.

Jesus, que retorna ao Pai no céu, deixa a terra, mas não nos abandona, ele continua conosco animando a nossa caminhada de Povo de Deus, através das Palavras das Sagradas Escrituras e na Sagrada Eucaristia. Ele continua nos ajudando, com seu coração de Mestre e Senhor, a vivermos uma intensa comunhão de amor com a Trindade Santa. Mas também entre nós, através da alegria, na maturidade da fé e na esperança, que marcaram e marcam a vida e a missão dos discípulos do Senhor, no passado e no presente. Cada passo da nossa vida, mesmo os mais difíceis, são para o nosso crescimento pessoal. Como discípulos de Jesus Cristo, pela graça do batismo, temos a missão de sermos suas testemunhas e missionários sobre a terra.

+ Dom José Gislon, OFMCap. – Bispo Diocesano de Caxias do Sul