WEBMAIL

Padre Gil Raul Pereira Júnior é eleito Administrador da Diocese do Rio Grande

Recentemente chegou a notícia da nomeação de Dom Ricardo Hoepers, pelo Papa Francisco, como Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Brasília. Desta forma, como já era esperado, a Diocese do Rio Grande ficou efetivamente vacante, ou seja, sem um bispo. Na data de 25 de maio de 2023, no entanto, o Colégio de Consultores da Diocese do Rio Grande  se reuniu e elegeu pela primeira vez, em 50 anos de história, um Administrador Diocesano, tendo sido escolhido o Padre Gil Raul Pereira Junior para esse período de vacância.

Ele irá conduzir os trabalhos de preparação para receber o novo e 4º Bispo titular da Diocese do Rio Grande, administrando a Diocese nos âmbitos econômico, financeiro, pastoral e litúrgico, ou seja, naquilo que sejam as necessidades da Igreja particular. Conforme o Padre Gil Júnior, o Administrador Diocesano deve manter a Igreja viva e, juntamente com os irmãos padres, precisam se empenhar para que a vida diocesana permaneça firme, atuante, animada e fortalecida enquanto se aguarda a chegada de um novo bispo.

Diante de tão importante papel, o Padre Gil Júnior faz um convite a todas as comunidades católicas da Diocese, para rezarem em intenção desse pastoreio que ele inicia e pela nomeação de seu novo bispo, “mantendo essa firmeza na oração com a confiança de que Deus nos propiciará o que for melhor para a nossa Diocese”.Â

O Padre Gil Raul Pereira Júnior nasceu em Rio Grande, no dia 25 de junho de 1966. Ele fez a maior parte do Ensino Fundamental no Instituto de Educação Juvenal Miller. E em seguida, iniciou a sua caminhada vocacional no Seminário São Francisco de Paula, em Pelotas, onde concluiu a 8ª série e o Ensino Médio. Entre1985 e 1990, cursou Filosofia no Colégio Máximo Palotino, em Santa Maria, e Teologia no Centro de Estudo Teológicos João Wianney, em Viamão. Sua ordenação diaconal foi em 06 de maio de 1990, tendo sua Ordenação Presbiterial sido em 05 de janeiro de 1991, com o lema “Eis que estou no meio de vós como aquele que serve”. No período de 2000 a 2003, fez Mestrado em Teologia na Universidade de Viena, na Áustria.

Em toda sua vida sacerdotal, o Padre Gil Jr. cumpriu muitas responsabilidades. Ele foi professor, pároco e administrador paroquial em várias paróquias da Diocese. Também esteve como Diretor Espiritual de alguns movimentos católicos. Além de ser membro do Conselho Presbiterial em distintos momentos da Diocese, ele ainda foi assessor eclesiástico de vários setores da Diocese. Atualmente, é pároco da Catedral de São Pedro, função que vem dividindo com a função de Vigário Geral da Diocese do Rio Grande, auxiliando no governo de Dom Ricardo Hoepers. Nesses mais de 30 anos de vivência junto à Diocese do Rio Grande, Padre Gil Jr. tem se destacado na doutrina e na prudência, o que, certamente, lhe conferiu a eleição como administrador provisório até que seja empossado o novo bispo.

Conforme o Código de Direito Canônico, na missão de Administrador Diocesano existe uma premissa orientadora, ou seja, de que nada se mude na Sé Vacante, no princípio de que nada que seja importante e fundamental na vida Diocese seja modificado, pois poderia prejudicar a atuação do novo bispo, quando este chegar. Rezemos todos pelo Padre Gil, para que Deus esteja sempre iluminando nesta sua nova e tão importante trajetória.

Com informações da Diocese do Rio Grande