WEBMAIL

Vademecum Ecumênico, diretrizes para um serviço essencial

O Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos elaborou o Documento “O bispo e a unidade dos cristãos”, 0 Vademecum ecumênico. A obra tem o propósito de ser um guia ecumênico para os bispos e arcebispos de nossas arqui/dioceses. O material é uma verdadeira bússola “para ajudar os bispos no caminho ecumênico e para encorajá-los a continuar com decisão neste caminho, que pertence a toda a Igreja católica, rumo à plena comunhão”, afirmou o presidente do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos, cardeal Kurt Koch.

Para a Congregação para a Evangelização dos Povos, o Vademecum é “um chamado a explorar mais o diálogo como modalidade de evangelização” e, portanto, todos os batizados precisam de “uma formação ao diálogo” neste sentido. Foi o que disse o cardeal Luis Antonio G. Tagle, prefeito do referido dicastério, que reafirmou a importância nas dioceses de espaços de diálogo, lembrando também as palavras de São Paulo VI sobre o fato de que a identidade da Igreja é missionária. O cardeal advertiu que “em lugares onde os cristãos são uma minoria e onde os batizados se afastam da Igreja, a falta de unidade entre os seguidores de Jesus, às vezes manifestada publicamente como animosidade recíproca, prejudica a evangelização e obscurece a pessoa de Jesus”, enquanto uma boa experiência de cristão leva à abertura a Cristo. Portanto, na missio ad gentes, os missionários cristãos não devem transplantar “suas divisões originárias para novos territórios”.

O material, disponibilizado no Brasil esta semana, pelas Edições CNBB, pode ser adquirido aqui.