WEBMAIL

Ad Limina: no 2º dia, missa em São João do Latrão e visita às Congregações

A terça-feira (03) iniciou com a celebração na Basílica de São João do Latrão e foi concluída com a visita à Embaixada do Brasil na Santa Sé.

A Missa na Basílica de São João de Latrão marcou o segundo dia das atividades da Visita Ad Limina Apostolorum dos bispos do Rio Grande do Sul em Roma. “Experiência bonita, de muita fé e emoção, celebrar no altar principal da Basílica que é a Catedral de Roma”, descreve dom Adimir Mazali, bispo de Erexim.

Presidida por dom Jaime Spengler, arcebispo de Porto Alegre, a celebração motivou cada arce/bispo a trazer presente sua Igreja Local, já que a Basílica é a Catedral de Roma, onde está a Cátedra do Papa.

Dom Carlos Romulo, bispo referencial para Comunicação no Regional Sul 3, envia desde Roma, um relato diário das atividades do grupo no dia. Sobre a Missa em São João de Latrão, ele também reforça que “foi um momento muito especial de oração e comunhão com toda a Igreja.  Em nossos pensamentos trazíamos presente cada uma de nossas comunidades. A Basílica do Latrão tem o título de Catedral do Salvador e tem como padroeiros São João Batista e São João Evangelista. É também conhecida como a Mãe de todas as igrejas”, explica dom Carlos.

Visitas às Congregações

A programação da terça-feira seguiu com os encontros nas Congregações para os Bispos, para o Clero, para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos e para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica. O grupo composto pelos 4 arcebispos, 15 bispos ativos, 3 bispos eméritos e o Pe. Silvio Jorge Mazzarolo, administrador diocesano de Cruz Alta, teve a oportunidade de conhecer ainda melhor as ações e propostas pela Igreja em cada uma destas áreas.

Durante a visita na Congregação para o Clero, o tema central foi a formação inicial dos futuros padres, a formação permanente dos atuais padres e o discernimento vocacional. Dom Adimir, que é também bispo referencial para a Pastoral Presbiteral no Regional Sul 3, apresentou o relatório contextualizando a realidade dos padres no Estado. “Foi um momento de abrir a discussão sob a nossa realidade, participando as alegrias, esperanças e desafios e outras questões levantadas aos presbíteros do nosso regional”, relata dom Adimir.

As visitas às Congregações seguiram na parte da tarde. Na primeira, para o Culto Divino e Disciplina dos Sacramentos, os bispos refletiram a relação da liturgia com a eclesiologia: a Igreja reza aquilo que ela é. Na segunda, a Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e Sociedade de Vida Apostólica, o grupo teve a oportunidade de reencontrar o Cardeal brasileiro Dom João Braz de Aviz, presidente da Congregação.

O responsável por motivar a conversa e apresentar o relatório regional nesta Congregação foi dom Jaime Pedro Kohl, bispo diocesano de Osório.

Em todos os lugares que chegamos, o encontro começa com uma breve apresentação dos membros e uma colocação pelo bispo designado, para abrir a conversa. Então a reunião segue de forma dialogada sobre os assuntos atinentes aquela congregação. São diálogos interessantes pois sempre se parte da realidade que o Regional apresenta, conta dom Jaime.

A última atividade do dia foi a visita na Embaixada do Brasil na Santa Sé, onde o grupo foi acolhido na casa do embaixador para o jantar. Confira abaixo, no vídeo, o relato de dom Jacinto Bergmann, arcebispo de Pelotas, sobre este encontro:

Para o terceiro dia de Visita Ad Limina, esta quarta-feira, a programação está assim:

CNBS Sul 3