Artigos, Bispos › 03/06/2019

25 Anos de Missão em Moçambique

Há 25 anos a Igreja Católica do Rio Grande do Sul assumiu o Projeto Igreja Solidária em Moçambique na África. Para dar continuidade à missão de Cristo, a Igreja envia missionários e ajudas para mantê-los e desenvolver a missão.

Por ocasião da Festa de Pentecostes, que ocorre no próximo dia 9 de junho, todo o nosso Regional Sul 3 faz a coleta de Pentecostes para auxiliar as Missões em Moçambique.

A Coleta é destinada a sustentar os missionários e desenvolver o projeto missionário, bem como promover formações, encontros missionários nas Dioceses do Regional Sul 3 e colaborar com projetos missionários na Amazônia.

Em agosto de 2018 nossa Arquidiocese de Santa Maria enviou um sacerdote para ser missionário em Moçambique por três anos. Trata-se do Pe. Roni de Almeida Mayer.

Temos o costume de fazer a Coleta na Festa de Pentecostes porque lembra a vinda do Espírito Santo no Cenáculo. A partir da vinda do Espírito Santo os apóstolos e discípulos de Jesus partiram em missão. Foi o início da Igreja em missão. O Espírito Santo desceu sobre os primeiros cristãos dando-lhes coragem para continuar a obra de Cristo em todos os recantos da face da terra. Eles, cheios do Espírito Santo, abriram as portas do Cenáculo e saíram a pregar o Evangelho. Maria, a Mãe de Jesus e outras mulheres, também tornaram-se missionárias.

Jesus nos renova com a força do seu Espírito e nos envia para anunciar as maravilhas de Deus como apóstolos da paz, da misericórdia e da alegria.

Invocamos Maria Santíssima, a Estrela da Evangelização, para que todos os batizados sejam evangelizadores. Oramos por todos os missionários e pedimos as bênçãos para o êxito das Missões em Moçambique e para que todos ajudem com generosidade através das Coletas nos próximos dias 8 e 9 de junho em todas as nossas Comunidades.

 “Na missão ad gentes, toda sintonia é força e toda força é empenhada para o bem missionário”.

+ Hélio Adelar Rubert – Arcebispo de Santa Maria