Artigos, Bispos › 29/09/2020

A vida é missão

Outubro, o mês missionário, chega junto com a primavera. Seu colorido variegado nos traz esperança da vida que desabrocha, enchendo nossos olhos e coração de confiança que as coisas aos poucos vão se encaminhando. Nesse ano que experimentamos nossa vulnerabilidade e precariedade, convém erguer a cabeça e pensar sobre a nossa missão no mundo.

Acreditamos que se Deus nos chamou a existência não foi por acaso, mas por amor.  Ele espera algo de cada um de nós que passamos por este mundo nesse tempo de nossa história. Como discípulos e discípulas daquele que passou pelo mundo fazendo o bem a todos, possamos ter a graça de fazermos o mesmo, participando de sua missão.

Já estão em nossas comunidades, os subsídios da novena missionária para enriquecer nossa espiritualidade missionária. A Campanha Missionária de 2020 traz como tema: “A vida é missão” e como lema: “Eis-me aqui, envia-me” (Is 6, 8). Como podem perceber, todos somos chamados em causa. Ninguém está dispensado. Todos somos interpelados a colocar-nos a caminho, a dispor-nos para sair e anunciar a boa nova do Evangelho.

Todos os que foram consagrados e ungidos por Deus no batismo e confirmados com a Crisma são chamados a dar o seu sim à Missão, devem anunciar e testemunhar a vida nova recebida de Deus.

Como cristãos somos chamados a defender e cuidar da vida em todas as suas dimensões. O próprio Jesus veio ao mundo como Divino Cuidador: “Eu vim para que todos tenham vida e vida em abundância” (Jo 10,10). Esse deve ser o compromisso de todos nós, porque a vida é missão.

Todo missionário é convidado a educar o olhar sobre as realidades de dor, mas também ser capaz de contemplar o belo que se encontra em todas as criaturas.

A Novena Missionária, para quem tiver a graça de realizá-la como família ou grupos de famílias, ajudará a mergulhar no tema da vida, a vida que se faz missão em diferentes realidades do Brasil que tem presente tantas dores e feridas trazidas pela pandemia. Acredito que cada um de nós aprendeu com essa experiência, a sermos uma Igreja mais samaritana, mais sinodal e em estado permanente de missão.

Por falar de família e missão, como diocese de Osório, temos um sinal bonito: o casal Mari e Flávio estão partindo em missão para a Prelazia de Itacoatiara, dedicando por alguns anos suas vidas ao serviço do povo de Deus que está na Amazônia, clamando por solidariedade. Trata-se do nosso projeto “Igrejas Irmãs” que está se concretizando. Acompanhemos com nossa prece esse casal que parte,enviado pela Igreja Particular que está em Osório. Louvamos a Deus por essa graça de poder dar de nossa pobreza como nos sugere Puebla.

Para refletir: deixo uma única pergunta que o papa Francisco nos faz na mensagem deste ano por ocasião do Mês Missionário: “Estamos dispostos a ser enviados para qualquer lugar a fim de testemunhar a nossa fé em Deus, o Pai misericordioso, proclamar o Evangelho da salvação de Jesus Cristo, compartilhar a vida divina do Espírito Santo edificando a Igreja?”

Textos Bíblicos: Is 5,1-7; Fil 4, 6-9; Mt 21, 33-43; Sl 79(80).

Dom Jaime Pedro Kohl – Bispo de Osório