WEBMAIL

Amizade, uma relação de amor e perdão

No dia do amigo precisamos lançar um olhar mais profundo sobre a amizade. Ser amigo de alguém é amar este alguém e amar é saber perdoar.  Eu só sei que amo alguém se já passei pela experiência do perdão. Porque na verdade a gente só sabe que ama alguém, depois de ter tido a necessidade de perdoar. Antes do perdão a gente pode ter admiração por alguém, mas admirar alguém ainda não é amar, porque admiração não nos leva a dar a vida pelo outro.  Eu sei que amo alguém depois de ter olhado nos olhos, saber que a pessoa errou, que não fez nada certo e ainda sim eu continuar dizendo que “eu não sei viver sem você”, “apesar de ter errado tanto continuas sendo tão especial para mim”.

Amar implica perdoar. Amor que deve ser desinteressado, não pautado em relações comerciais, já temos relações interesseiras demais. Amar alguém significa olhar para esta pessoa no momento em que ela nada pode nos oferecer. Amor é isso, não esperar nada em troca. E como é bom quando encontramos na vida alguém que nos trata assim, que nos ama somente pelo fato de sermos humanos e não pelo título que carregamos, alguém que é capaz de amar nossos defeitos e não só nossas qualidades. Pois, eu não sou só qualidades, ninguém é santo, temos um monte de defeitos, e só me sinto amado no dia que o outro sabe dos meus defeitos e mesmo assim continua acreditando em mim, muitas vezes nosso amor não é assim, a gente ama o outro pelo que ele faz de certo ou de bom para nós, pelo que ele me acrescenta, amar não é acrescentar, ama é transbordar aquilo que já está cheio.

Se não olharmos as relações assim estamos sujeitos a perder o amigo, na primeira falha que tiver. Amar verdadeiramente é amar como Jesus amou, pois “quando não merecíamos Ele morreu por nós” (RM 5,8). Num mundo de interesses, amemos de forma desinteressada; num mundo pautado pelas relações comerciais, demos a vida por amor; num mundo de ódio, sejamos o AMOR.

Pois, amar é saber ganhar e perder. É saber ser tudo e nada para outra pessoa. E ser ombro forte e coração mole ao mesmo tempo. Quando se ama, mas ama verdadeiramente alguém o coração é quem fala.  E o amor deve brotar do coração, deve fazer nosso olho brilhar, nossos lábios se abrirem em sorriso e nossos olhos se encherem de lágrimas quando magoamos a outra pessoa.

Penso que a maior beleza da vida está em poder amar e sentir-se amado.  Somente descobrimos a beleza e o sentido da vida, à medida que nos abrimos ao amor. Não há nada de melhor que sentir teu coraçãozinho batendo e batendo por um motivo. Por alguém. Alguém que longe ou perto faz toda a diferença. Alguém que chato ou calado faz teus dias melhores. Alguém que você não vê a hora de abraçar e nesse Abraço se esquece da hora. Um dia estaremos todos novamente reunidos no céu e Deus vai nos dizer o quanto realmente amamos. E cada vez que ele nos lembrar estaremos sorrindo e percebendo que só amamos porque ele nos amou primeiro.

Feliz dia do Amigo. Ame seu amigo do jeito que seu amigo Jesus te ama.

Por Rudinei Zorzo – Coordenador do Serviço de Evangelização da Juventude do Regional Sul 3