Notícias › 10/03/2021

Arquidiocese de Passo Fundo celebra 70 anos nesta quarta-feira, 10

A Arquidiocese de Passo Fundo celebra hoje, 10/03, seus 70 anos de criação, porém, sua história começou bem antes disso, com as primeiras comunidades sendo datadas desde o início do século XIX.

No tempo das missões jesuíticas, junto aos povos indígenas, na região denominada das Missões, a região de Passo Fundo encontrava-se dividida pela linha do Tratado de Tordesilhas, que separava o território português do espanhol. Nas proximidades da atual Passo Fundo, os jesuítas ergueram a Redução de Santa Tereza, que foi massacrada pelos Bandeirantes. Foi justamente nesta região, na localidade ainda hoje denominada Campo do Meio, que surgiu em 1795, a primeira comunidade no território atual da Arquidiocese de Passo Fundo, dedicada à Nossa Senhora da Imaculada Conceição: de um lado ficava o denominado “Mato Português” e do outro o “Mato Castelhano”, hoje município. Esta comunidade pertence atualmente à paróquia Santo Antônio, de Gentil.

A segunda e terceira comunidades da Arquidiocese surgiram na localidade onde hoje está a cidade de Passo Fundo. Nesta região de florestas e rios habitavam diversos povos indígenas quando os primeiros tropeiros escolheram o município como rota para as feiras de Sorocaba. As terras, no topo de uma coxilha, doadas pelo cabo Manoel das Neves, e onde, hoje, está a Catedral Nossa Senhora Aparecida, é o local onde, há mais de 180 anos erguia-se a capela destinada à adoração de Nossa Senhora da Conceição.

No ano de 1860, na região de Guaporé surge a quarta comunidade: a comunidade Santo Antônio, situada hoje na paróquia São Valentim. Curiosamente ela foi constituída por famílias de imigrantes alemães, antes da vinda dos imigrantes italianos. Na sequência, surgem diversas comunidades ao longo do caminho dos tropeiros que vinham de São Paulo para buscar animais na região das Missões. São elas: Comunidade de Santa Teresinha, em Pinheiro Marcado – Carazinho (1870); São Miguel, em Passo Fundo (1871); Bom Jesus, em Carazinho (1872); Nossa Senhora dos Navegantes, em Tapera (1874); São João Batista, em Coxilha (1880); e São Bento, em Carazinho (1883).

E em 1951, Passo Fundo se desmembra da Diocese de Santa Maria e é criada e instalada a Diocese de Passo Fundo, abrangendo toda a região de Passo Fundo e Erexim. Em 1971, Erexim desmembra-se de Passo Fundo e passa também a ser diocese.

Em 13 de abril de 2011 o Papa Bento XVI concedeu à Passo Fundo a elevação para Arquidiocese, passando a ser Sé Metropolitana da Província Eclesiástica de mesmo nome e tendo como sufragâneas as dioceses de Vacaria, Frederico Westphalen e Erexim.

O atual arcebispo da Arquidiocese de Passo Fundo, Dom Rodolfo Luis Weber conta um pouco sobre o que motivou esta criação e falar sobre os primeiros passos nestas sete décadas de história.

Confira:

Com informações da Arquidiocese de Passo Fundo