VISITA AD LIMINA › 03/05/2022

Celebração no túmulo de São Pedro marca o primeiro dia da Visita Ad Limina

A segunda-feira também contemplou a visita em duas Congregações, três Pontifícios Conselhos do Vaticano e na Secretaria para o Sínodo dos Bispos

Segunda-feira, 6:45 no horário local, os 23 visitantes se encontraram para o percurso da primeira atividade da Visita Ad Limina Apostolorum. A programação intensa do primeiro dia da visita dos bispos do Rio Grande do Sul em Roma não poderia ter iniciado da melhor forma – a celebração na Basílica de São Pedro, junto ao túmulo do primeiro Papa.

O bispo de Montenegro e referencial para a comunicação no Regional Sul 3, dom Carlos Romulo, explica que para celebrar junto ao túmulo de São Pedro se desce ao subsolo da Basílica. “Próximo ao túmulo de São Pedro estão enterrados muitos outros Papas. Só os dos últimos tempos, destaco: Pio XI, Pio XII, São Paulo VI, João Paulo I”, relata dom Carlos.

O momento de celebração no local onde São Pedro está enterrado, marca a comunhão e a unidade entre os bispos e a Igreja e reafirma o ministério episcopal de cada um, conforme aponta dom Leomar Brustolin, arcebispo de Santa Maria:

Os bispos gaúchos, reunidos, renovaram seu compromisso com a Igreja e professaram a fé em Cristo a exemplo de Pedro, ao rezar o Creio, manifestando sua adesão as verdades da fé e o compromisso com a missão. Ao longo do dia tivemos diversas audiências para compreender melhor a missão da Igreja e a nossa participação neste compromisso. Foi um dia de crescimento, partilha e unidade, analisa.

Congregações e Pontifícios Conselhos

Para aprofundar o conhecimento na organização e missão da Igreja no mundo, os bispos cumprem durante toda a semana uma agenda de visitas nas Congregações, Pontifícios Conselhos e Dicastérios e Comissões do Vaticano. Na segunda-feira, foram seis locais visitados: Congregação para a Educação Católica, Congregação para a Causa dos Santos, Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização, Pontifício Conselho da Cultura, Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos e, por fim, a Secretaria para o Sínodo dos Bispos.

Em cada local, o episcopado gaúcho é responsável por apresentar um relatório da situação da Igreja do Rio Grande do Sul referente aquela área, conforme relata dom Carlos Romulo:

A primeira visita foi na Congregação para a Educação Católica e quem falou em nome dos bispos foi Dom Darley Kummer [bispo auxiliar de Porto Alegre]. Nos acolheu na Congregação o Prefeito, Cardeal Giuseppe Versaldi. Depois da apresentação do Regional foram tratados diversos assuntos, como a Identidade da Escola Católica; Educar ao humanismo solidário e o Pacto Educativo Global.

Na sequência estivemos na Congregação da Causa dos Santos. Fomos recebidos pelo Cardeal Marcello Semeraro, Prefeito da Congregação. Após a apresentação e leitura do relatório do Regional, apresentada por Dom Antônio Carlos Rossi Keller [bispo de Frederico Westphalen], passou-se a conversar sobre os processos de beatificação e canonização que estão na Congregação. Foi uma conversa muito descontraída e esclarecedora.

Nosso terceiro encontro foi no Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização. Fomos recebidos pelo Prefeito Dom Rino Fisichella. Ali quem falou em nome do Regional Sul 3 foi Dom Jacinto Bergmann [arcebispo de Pelotas]. O tema girou em torno da Animação Bíblica da Pastoral, da Iniciação a Vida Cristã, Ministério de Catequistas e Ministério de Leitor.

Para o próximo compromisso fomos divididos em dois grupos, a fim de visitar o Pontifício Conselho da Cultura e o Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos e, por fim, no último compromisso do dia, voltamos a nos encontrar na Secretaria para o Sínodo dos Bispos, onde fomos recebidos pelo Secretário Geral Cardeal Mario Grech e pelos secretários Mons. Luis Marín de San Martín e pela Ir. Nathalie Becquart.

Este primeiro dia marcou especialmente aqueles 16 que realizam a Visita Ad Limina pela primeira vez, entre eles dom Darley Kummer, bispo auxiliar de Porto Alegre e responsável pela apresentação do relatório regional na Congregação para a Educação Católica. Ele acredita que “A visita vem expressar a plena comunhão entre a Igreja Universal, presidida pelo sucessor do apóstolo Pedro, o Papa, e as Igrejas, presididas pelos sucessores dos apóstolos, os Bispos.

“Rezamos no túmulo do apóstolo Pedro, tivemos o contato expressivo com Congregações e Pontifícios Conselhos, de modo que esta viagem pelo Vaticano representa a nossa unidade com o Papa Francisco. Papa e Bispos conduzem o povo a salvação na vivência e perseverança da fé e ao auge da Evangelização em sinodalidade”, concluiu dom Darley.

Programação de terça-feira:

Os bispos iniciaram este segundo dia de visita com a celebração na Basílica de São João de Latrão e durante a manhã estiveram na Congregação para os Bispos e na Congregação para o Clero. Para a parte da tarde, estão previstas as visitas na Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos e na Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica, concluindo na Embaixada do Brasil junto à Santa Sé, a noite.

CNBB Sul 3