Notícias › 08/06/2022

Clero de Santa Maria realiza assembleia anual no Instituto São José

Clero Diocesano e Religioso da Arquidiocese de Santa Maria esteve reunido em assembleia para refletir sobre evangelização e sinodalidade.

O Instituto Arquidiocesano São José recebeu nos dias 6 e 7 de junho a Assembleia Anual do Clero de Santa Maria. Neste ano, o tema central do encontro foi pautado pela necessidade de uma evangelização e pastoral mais sinodais. E, também abordou assuntos como a gestão, formação, comunicação e evangelização na arquidiocese.

Na tarde de segunda-feira, as atividades iniciaram com a oração da Hora Média, da Liturgia das Horas, em seguida foram aprofundados os tópicos referentes a Pastoral Presbiteral, a nova forma de gestão e a adoção de total transparência às questões financeiras. O primeiro dia encerrou com a realização de uma celebração eucarística e oração de vésperas.

O segundo dia do encontro começou com a oração de Laudes e abordou assuntos relativos às ações do Sínodo dos Bispos 2021/2023, que estão acontecendo; ao andamento da caminhada da Iniciação à Vida Cristã (IVC), às atividades em planejamento e execução pela Comissão de Educação e Cultura como a Jornada Pedagógica e o Projeto Fé e Café. Também foram abordadas as atividades em desenvolvimento pela Comunicação Social, Animação Missionária, Vida e Família e Ação Sociotransformadora.

À tarde a assembleia contou com a explanação dos responsáveis pela Pastoral Vocacional que trouxe ao debate a confecção dos calendários vocacionais e as ações para o Ano Vocacional. Também foram apresentadas as práticas previstas e em andamento dos Setores Juventude e Liturgia, da formação dos seminaristas e do diacônio. Atualmente a arquidiocese organizou as suas pastorais e movimentos de acordo com a estrutura de comissões da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

Na avaliação do Pe. Sérgio Lasta, SAC, que já participou da assembleia do ano passado, além de tratar assuntos importantes para a arquidiocese, a atividade proporciona o encontro entre os padres e fortalece a unidade do clero. “A arquidiocese está se movimentando e começando a encaminhar o processo de evangelizar com sinodalidade. É importante estarmos todos juntos, percebo a unidade que está se criando, que é necessária para a evangelização e para a própria Igreja. A unificação da proposta pastoral dá mais força para a catequese, para as comissões e para nós padres”, afirmou o religioso.

Para o reitor do Seminário Maior de Uruguaiana, em Santa Maria, Pe. Aodomar Wandscher, este momento de assembleia é importante para perceber a força da evangelização na arquidiocese e da sinodalidade com que tudo está procedendo. Segundo ele “as decisões são conjuntas, os esclarecimentos sobre diversos aspectos da caminhada arquidiocesana estão cada vez mais transparentes, mais claros. Então, nos sentimos muito felizes em participar de um momento como este, pela sinodalidade que ele representa, nos sentimos coparticipantes desse processo, na tomada de decisões, na caminhada conjunta, vamos conhecendo e nos comprometendo com a execução das atividades. Entendemos que fazemos parte dessa arquidiocese, que fazemos parte desse corpo místico de Cristo, onde as paróquias são os membros desta Igreja Diocesana.

O pároco de Nova Esperança do Sul, Darcione Martins, analisou a assembleia como de grande importância para a caminhada tanto da arquidiocese, como das paróquias e dos padres. Para ele as apresentações foram objetivas, as colocações foram ponderadas, debatidas, discordadas e acordadas em conjunto, em sinodalidade, com muita tranquilidade e transparência. “A pauta trabalhada nesses dois dias agraciou a todos os setores, a todas as realidades que enfrentamos no dia-a-dia, num primeiro momento os dados parecem assustadores, mas agora temos certeza de qual direção devemos caminhar. Decidimos tudo juntos, como propõe o Papa Francisco, devemos caminhar juntos, apesar das diferentes realidades das paróquias. Mas estamos todos ligados a uma Igreja Particular, onde há uma gestão, mas somos todos membros de sustentação” afirmou o padre.

A próxima atividade prevista para os presbíteros, em conjunto, será o retiro do clero, a ser realizado de 11 a 15 de agosto, com pregação de Dom Beto Breis, OFM, da diocese de Juazeiro, na Bahia.

Com informações da Arquidiocese de Santa Maria