Notícias › 02/07/2021

Comissão Episcopal publica nota pelos direitos dos povos indígenas

A Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Sociotransformadora da CNBB SUL 3 publicou nesta quinta-feira uma nota pública em apoio à defesa dos direitos dos povos indígenas. A iniciativa foi aprovada em reunião de todo o coletivo das pastorais sociais e organismos do Regional Sul 3 na última terça-feira, 29.

Durante a reunião, as pastorais tiveram a oportunidade de expor a realidade do seu serviço na pandemia e o relato do Conselho Indigenista Missionário Regional (CIMI) marcou o grupo, pelo contexto de tanta vulnerabilidade em que se encontram os povos indígenas e pelo processo de negação e restrição de seus direitos.

No documento, a Comissão reforça que deseja manifestar solidariedade aos povos indígenas pelas perdas e mortes decorrentes da pandemia, bem como apoio e compromisso na defesa dos seus direitos, especialmente o direito à terra, espaço sagrado que sustenta a resistência, a luta e a vida dos povos indígenas: VIDAS INDÍGENAS IMPORTAM”, aponta a nota.

Ainda afirma:

Nos solidarizamos com a mobilização dos mais de 50 povos indígenas em Brasília bem como com as demais manifestações que estão ocorrendo no Rio Grande do Sul e demais regiões do país.

E, por fim, aponta a esperança de uma decisão favorável do STF em relação a ação de reintegração de posse ao povo Xokleng, em Santa Catarina.

Ao mesmo tempo que manifestamos nossa solidariedade à luta dos povos indígenas do Brasil, aguardamos por uma resposta firme do Supremo Tribunal Federal (STF), em agosto, no sentido de fazer valer as garantias constitucionais da carta magna de 1988, assim como garantir os direitos humanos dos povos indígenas.

Leia a seguir a nota completa: