CAXIAS DO SUL, Notícias › 24/10/2022

Diocese de Caxias do Sul conclui a primeira edição da Escola de Comunicadores

 

Sétima etapa teve aula sobre as técnicas de fotografia, além do uso das redes sociais no ambiente eclesial; a parte da tarde foi dedicada à oração pessoal e à Missa, com a entrega dos certificados e de um símbolo da Pastoral da Comunicação

A Escola de Comunicadores – uma realização da Diocese de Caxias em parceria com a Universidade de Caxias do Sul – teve sua primeira edição concluída neste sábado, 22 de outubro. A sétima etapa do curso aconteceu no Centro Diocesano de Formação Pastoral (CDFP), em Caxias do Sul, reunindo pessoas das paróquias de Antônio Prado, Garibaldi, Marcorama, São Marcos, além da cidade-sede.

O encontro iniciou com a exposição do professor Edson Luiz Scain Corrêa, da Universidade de Caxias do Sul, a partir da história da fotografia e das técnicas para fotografar. O segundo momento da manhã foi conduzido pela jornalista Larissa Rizzon, com a temática voltada ao uso de redes sociais no ambiente eclesial e à importância de a Igreja Católica ocupar os espaços no ambiente digital e desenvolver uma linguagem humanizada.

A oração pessoal foi o exercício do período da tarde. Recordando o encontro do mês de agosto, quando se refletiu sobre a espiritualidade do comunicador católico, os participantes foram convidados a momentos de silêncio e deserto com a Palavra de Deus. A assessoria da tarde de oração foi da pastorinha, Irmã Suzimara Barbosa de Almeida.

Já a conclusão do encontro e da primeira edição da Escola de Comunicadores aconteceu com a celebração da Missa. O assessor do Setor Juventude da Diocese de Caxias do Sul, padre Marciano Guerra, presidiu a Eucaristia que, ao final, teve a entrega dos certificados e de um símbolo da Pastoral da Comunicação, além do Diretório Litúrgico-Pastoral da Diocese.

Para o coordenador da Escola de Comunicadores e assessor de comunicação da Diocese, o jornalista Felipe Padilha, a primeira edição do curso deixa um legado muito importante para este tempo em que a Igreja é chamada a se comunicar mais e melhor. “Foi uma primeira experiência e podemos olhar para trás com gratidão a Deus por tudo. Caminhamos até aqui e, certamente, caminharemos mais e mais. A Igreja nos propõe um caminho de comunhão, participação e missão, e podemos dizer que a comunicação é uma linha transversal para ajudar a Igreja, que é povo de Deus, a se encontrar com Cristo e com os irmãos”, destaca.

Sobre a Escola de Comunicadores

Criada em parceria com a Universidade de Caxias do Sul, como curso de extensão, a Escola de Comunicadores é uma das prioridades do Plano de Pastoral da Diocese de Caxias do Sul e deverá ser permanente. Tem como objetivo colaborar na formação de agentes de pastoral para o serviço da comunicação que está na essência da Igreja e esta é uma exigência dos novos tempos, das novas tecnologias e das novas gerações.

No total, em 2022, foram sete etapas, de abril a outubro, realizadas de forma presencial, com carga horária de 6h por etapa, com um total de 42h, com certificação para as pessoas que atingiram o mínimo de 75% de frequência. A turma iniciou com 25 participantes e concluiu com 21 comunicadores.

Para 2023, a proposta é realizar o curso de forma híbrida, com encontros presenciais e virtuais. O cronograma já está em análise e as aulas devem iniciar no mês de março. Em breve, a Diocese de Caxias do Sul informará sobre as inscrições.

Com informações da Diocese de Caxias do Sul