Notícias › 27/09/2022

Diocese de Vacaria: sinodalidade marca 46ª Assembleia de Pastoral

O último final de semana (23 e 24 de setembro) foi marcado pela 46ª Assembleia Diocesana de Pastoral. Com representantes de todas as paróquias, pastorais, movimentos e setores da Diocese, os cerca de cem participantes avaliaram e deram encaminhamentos aos trabalhos da Diocese.

Segundo o coordenador de pastoral da Diocese, padre Rene A. Zanandréa, a 46ª Assembleia Diocesana de Pastoral “foi sendo construída ao longo de todo o ano, especialmente através das reuniões realizadas no mês de agosto nas cinco foranias. A partir delas, nós começamos a desenhar essa Assembleia, marcada pela reflexão, através das duas importantes assessorias que tivemos e pelo impulso no processo sinodal, que agora caminha para as etapas forânea e diocesana. Também houve o anúncio do III Ano Vocacional, associado às duas ordenações de padres que teremos nos próximos messes”. Destacou ainda que “a forma de desenvolver a Assembleia quis respirar a sinodalidade na forma como inúmeras pessoas foram sendo envolvidas no pensar e no executar a Assembleia. Os diversos serviços necessários também manifestaram isso: quase metade dos participantes estavam com alguma atribuição e responsabilidade na condução ou na preparação dos serviços que se fizeram necessários”.

Primeiro dia

Depois da oração inicial, o primeiro dia da Assembleia foi marcado pela análise de conjuntura, assessorada pelo Pe. Vitor Hugo Mendes, da Diocese de Lages. O presbítero trabalhou com a ideia do pensar global e agir local, chamando atenção para a necessidade de olhar para a realidade e, a partir dela, pensar os planos de ação.

A Assembleia seguiu com o aprofundamento do padre Alfredo Gonçalves, CS, que tratou do espírito sinodal, introduzindo o tema que seria abordado na sequência: o Sínodo Diocesano, cuja etapa paroquial já está sendo finalizada. Todas as paróquias, até o final de outubro, realizarão a Assembleia Sinodal Paroquial, que apreciará e finalizará a síntese paroquial do Sínodo. A próxima etapa é a forânea, que será realizada entre novembro e dezembro deste ano. Esta etapa reunirá em assembleia representantes das paróquias que compõem a forania, para que sejam definidas três prioridades, que depois serão levadas até a Assembleia Sinodal Diocesana, cuja primeira sessão será no dia 6 de maio de 2023.

O primeiro dia encerrou com a reprodução do documentário comemorativo dos 70 anos da CNBB.

Segundo dia

No segundo dia da Assembleia, a equipe diocesana da Iniciação à Vida Cristã (IVC) retomou a reflexão acerca do Sacramento do Batismo. A Equipe recordou o processo de acompanhamento das famílias que pedem o sacramento, bem como o modo de celebrá-lo, de modo que se torne parte da vida celebrativa da comunidade.

Na sequência, o III Ano Vocacional foi tema de reflexão, com o tema “Vocação: graça e missão” e lema “corações ardentes, pés a caminho”, que será lançado no dia 20 de novembro, na Solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo, Rei do Universo. Foi o momento também dos diáconos Edimar Scopel e Marlon de Aguiar convidarem todos para suas ordenações presbiterais nos dias 19 e 26 de novembro, respectivamente.

A manhã finalizou com a organização da agenda litúrgico-pastoral de 2023.

Fechando a Assembleia, Dom Sílvio Guterres Dutra, bispo diocesano de Vacaria, fez sua fala de encerramento, seguida da avaliação e a celebração de envio.

Palavra de avaliação

O coordenador de pastoral, em referência às reflexões sobre a etapa foranea do Sínodo Diocesano, avaliou que “conseguimos sair dessa Assembleia com ela bem mais combinada, o que me faz pensar que todos voltamos para as nossas paróquias com muito mais segurança do que fazer e como proceder”. Sobre o anúncio do Ano Vocacional e das ordenações, considerou que eles “deram um impulso na nossa Assembleia, pois todos nós somos convictos de que precisamos ter presbíteros, como disse o bispo diocesano, que ajam na fidelidade, para além da perseverança”.

Para padre Rene, “a 46ª Assembleia Diocesana de Pastoral cumpriu bem o seu objetivo. Saio animado dessa Assembleia, entendendo que quem estava presente estava, de fato, presente, dando sua contribuição, emprestando a sua voz. Cada um, com a sua intuição e inspiração do Espírito Santo, pôde dar a sua contribuição e a Assembleia teve grandeza na qualidade e na maturidade.

Dom Sílvio manifestou que sua avaliação sobre a Assembleia “é muito positiva, pois reassumimos aquilo que é de fato nosso cotidiano desde a nossa opção pelo Sínodo Diocesano de Vacaria e pela implantação do projeto da Iniciação à Vida Cristã”.

Segundo ele, “o Sínodo Diocesano tem sido o centro de nossas atenções e atividades, concentrando as nossas energias. Ele vai nos abrir portas para o tempo mais longo, de pelo menos quatro anos, e a continuidade do espírito sinodal. Avalio que a etapa paroquial está bem desenvolvida e corresponde àquilo que nós sonhávamos e queríamos, embora algumas coisas poderiam sido melhores. Creio que isso vai determinar que a etapa forânea também seja boa. Depois, a etapa diocesana apontará as três grandes prioridades para a nossa Diocese, como consequência desse primeiro período bem feito. Há uma grande expectativa para a Assembleia Diocesana do Sínodo, que se dará no início de maio de 2023. Ela não vai resolver todas as coisas, mas vai nos dizer por onde a Diocese vai andar. Dará um grande trabalho para Bispo, Coordenação de Pastoral, padres e todas as lideranças da Diocese, para acolher as prioridades apontadas e transformá-las em projetos, com agenda, recursos humanos e financeiros. Há a previsão de avaliações permanentes e uma grande avaliação depois de 4 anos, avaliando e revendo os caminhos para os anos seguintes”.

Sobre a Iniciação à Vida Cristã, o Bispo considerou que a implantação “é uma dívida que a Diocese tem em relação às outras dioceses do Regional e também do Brasil: de fato, deslanchar o caminho que vai renovar a nossa prática do Batismo, da catequese do Batismo, do acompanhamento às famílias e do acompanhamento posterior ao Batismo; para depois chegar nos sacramentos da Crisma e da Eucaristia, completando os três sacramentos da Iniciação à Vida Cristã. Tínhamos deixado este projeto um pouco de molho, por causa da pandemia e da energia concentrada no Sínodo. Mas agora, a partir de 2023, precisamos e vamos retomar com firmeza o processo de preparação de catequistas, padres, Diocese como um todo, até podermos dar o passo da implantação das novidades”.

Por fim, agradeceu a “todos que participaram da Assembleia, que fizeram seu importante papel de estar aqui e contribuir para esse caminho de discernimento”.

A 46ª Assembleia Diocesana de Pastoral aconteceu no Centro de Formação, em Vacaria. A 47ª Assembleia já está agendada para os dias 29 e 30 de setembro de 2023.

Com informações da Diocese de Vacaria