Artigos, Bispos › 30/09/2022

É tempo de voltar…

Minha saudação a todos e todas que acompanham Voz da Diocese, neste 27º Domingo do Tempo Comum. Iniciamos o mês de outubro, dedicado às Missões. Chamados a refletir a missão da Igreja no mundo, com o tema, “A Igreja é missão”, e o lema, “Sereis minhas testemunhas” (At 1,8), a Igreja apresenta-se essencialmente missionária. Nós, como Igreja, compreendemos que nossa missão é ser testemunhas do Ressuscitado, como Ele mesmo indicou aos seus discípulos.

Caros irmãos e irmãs, além deste tema das missões, muitos outros poderíamos apresentar para nossa reflexão, todavia um tema muito importante tem me instigado, a saber, sobre a importância da participação na vida comunitária, por meio da Celebração Eucarística, ou missa dominical, ou Liturgia Dominical da Palavra, que estão diretamente ligados com a nossa vida e missão cristã.

O Catecismo da Igreja Católica ensina-nos que a celebração da Eucaristia e o Domingo, como “Dia do Senhor”, está na essência da vida da Igreja. Salienta o Catecismo: “O domingo, em que se celebra o mistério pascal, por tradição apostólica, deve guardar-se em toda a Igreja como o primordial dia festivo de preceito” (CaIC, 2177).

O Mandamento da Igreja, o qual aprendemos na catequese, também recorda este compromisso, que não se cumpre por obrigação, mas que se acolhe como parte essencial da nossa vida cristã, isto é, “Participar da Missa inteira aos domingos e outras festas de guarda”. Este é o primeiro mandamento da Igreja que parece um tanto esquecido na vida de nossas comunidades. Este mandamento, unido aos demais, torna-se a orientação básica da vida de fé em comunidade. Os outros mandamentos são os seguintes: “Confessar-se ao menos uma vez por ano; comungar ao menos pela Páscoa da Ressurreição; Jejuar e abster-se de carne, conforme manda a Santa Mãe Igreja, ou seja, na quarta-feira de Cinzas e Sexta-feira Santa; e contribuir com o dízimo segundo o costume”.

Desta forma, compreendemos a importância de estarmos atentos ao fato de que o tempo da Pandemia acabou e a volta à participação presencial nas comunidades se faz necessário. É na comunidade cristã que fazemos a experiência de fé. São João Crisóstomo, o grande doutor da Eucaristia, recorda que na Igreja há algo maior que o encontro da comunidade. Ele diz: “Tu podes rezar na tua casa, mas não pode rezar aí como na Igreja, onde muitos se reúnem e a oração é elevada a Deus em um só coração…” (CaIC, 2179). Assim, a força da oração comunitária e a experiência de cada fiel, fortalece a vivência cristã no retorno à casa e na luta do dia-a-dia. Afirma o Catecismo: “A participação na celebração comum da Eucaristia dominical é um testemunho de pertença e fidelidade a Cristo e à sua Igreja” (CaIC, 2182). Portanto, é tempo de voltar…

Caros irmãos e irmãs. Que a retomada de nossa participação nas comunidades, seja nas missas ou nas celebrações, possam fortalecer nossa vida cristã e nosso compromisso na missão, como discípulos missionários de Jesus Cristo, chamados e enviados a ser suas testemunhas em todo tempo e lugar. Que a Palavra de Deus proclamada e ouvida, faça-nos reconhecer com humildade, nossas fragilidades, a fim de aderirmos à proposta do Reino, sem colocar obstáculos, mas confiando nos dons que sempre Deus distribui a cada um de nós.

Deus abençoe a todos e um bom domingo.

Dom Adimir Antonio Mazali – Bispo Diocesano de Erexim