Bispos › 07/12/2022

Figuras Bíblicas do Advento e Natal

O Advento é um tempo de belas e profundas reflexões bíblicas, que falam da vinda do Reino de Deus, da mudança de vida e da silenciosa espera do Messias, na certeza de que no nascimento de Jesus se cumpriam as profecias. Importantes personagens se destacam neste tempo do Advento:

Isaías é o grande profeta messiânico. É a voz que se levanta alto no apelo para que o povo permaneça firme na esperança e se prepare porque o Salvador virá. O Salvador será um homem do povo, próximo dos humildes e pequenos.

João Batista é um profeta austero e vigoroso. Homem de muita humildade e fé. Tem a graça de saudar e batizar o Salvador. Ele é o mensageiro que prepara os caminhos do Senhor e assume as palavras do profeta Isaías: “Preparai o caminho do Senhor, endireitai as suas veredas” (Is 40,3).

José é uma figura silenciosa, não fala, mas recebe as mensagens de Deus e as põe fielmente em prática, sem discuti-las (cf. Mt 1,18-25; 2,13-16). Ele é o justo no sentido mais profundo que a Bíblia dá a esta palavra. Viveu com as duas figuras centrais da fé na Promessa: Jesus e Maria.

Simeão é chamado de homem justo e piedoso, esperava a consolação de Israel. Com o Menino nos braços, proclama um hino de louvor a Deus: “Deixa, Senhor, o teu servo ir em paz” (Lc 2,29). Ele é um símbolo da fé no Salvador do Povo, no Antigo Testamento. Foi ele que disse a Maria: “Uma espada transpassará a tua alma” (Lc 2,35). Esta profecia se realizou plenamente em Maria; daí o título de Nossa Senhora das Dores, que o povo representa com sete espadas transpassando seu coração.

Ana é uma profetisa que servia a Deus com jejum e oração. Depois de reconhecer o Menino, fala dele a todos que encontra (cf. Lc 2,36-40). E uma profetisa que anuncia a proximidade do Reino de Deus.

CRISTO é o centro de toda a grandiosa história da salvação. Realizou sinais jamais vistos antes. Ele é a fonte de uma extraordinária força que põe homens e mulheres a caminho, colaborando na realização do Plano de Deus. Traz consigo o plano de amor e salvação proposto pelo Pai. Cristo é o centro de toda a história humana e da salvação oferecida por Deus: “Tudo foi feito por meio dele e sem Ele nada foi feito” (Jo 1,3).

Maria é a filha de Israel. Ela representa povo de Deus que esperou durante séculos, pela palavra dos profetas, pela meditação da lei de Deus e pela oração no Deus que salva e liberta. Maria torna-se o caminho para a manifestação de Deus no meio dos homens. “E o Verbo se fez carne e habitou entre nós” (Jo 1,14).

É importante nesse tempo de Advento cultivar a devoção à Maria. Ela é a imagem daquele que espera! É a acolhida! É o modelo do coração que está à espera em sintonia com os planos de Deus. “Faça-se em mim, segundo tua palavra” (Lc 1,38). Nossas comunidades, no Advento de modo especial, são chamadas ao SIM, à acolhida da Palavra de Deus.

Portanto, “ao celebrar cada ano a Liturgia do Advento, a Igreja atualiza esta espera do Messias, comungando com a longa preparação da primeira vinda do Salvador, os fiéis renovam o ardente desejo de sua Segunda vinda (CIC 524)”.

Dom José Mario Scalon Angonese – Bispo de Uruguaiana