Artigos, Bispos › 08/09/2021

Hino para a Romaria da Santa Cruz

Ao preparar a 20ª Romaria da Santa Cruz, senti um forte convite interior para compor um hino que, junto com outros cantos já conhecidos, nos pudesse ajudar a refletir, a rezar, a sentir-nos povo de Deus a caminho em nossas romarias diocesanas. O resultado são os versos que seguem. Para a composição da música, simples e popular, para arranjo, gravação e vídeo, houve generosa parceria com pessoas amigas, que amam e servem a Igreja, a quem agradeço de coração (Pe José Renato, Gustavo Sehnem, Abílio Piovesan, Clélia Pedó, Márcia Bartz). Eis pequena explicação e motivação do texto:

A estrofe inicial apresenta a cruz como sinal primeiro de nossa fé cristã; por isso ela vai à nossa frente, indicando e iluminando o caminho a seguir. Nela encontramos o amor ensinado por Jesus para nossa salvação.

  1. Bem à frente do caminho há um sinal que nos conduz;

        O seguimos com carinho, pois da vida é nossa luz.

O estribilho saúda a redentora e santa Cruz, pois nela aconteceu o maior sinal de amor que a humanidade já presenciou, transformando-se em dom pascal: passagem da morte para a vida. A expressão Santa Cruz evoca também, de modo subjacente, a nossa cidade, sede e nome da diocese.

Estrib. Salve, salve, ó Santa Cruz! És do amor maior sinal.

           Foi em ti que o bom Jesus revelou-se dom pascal.

          Nossa Senhora acompanha seus filhos e filhas no seguimento de Jesus. Como em Caná da Galileia, ela continua a dizer: “Fazei tudo o que Ele vos disser” (Jo 2,5). Junto à Cruz, Maria é a Mãe das Dores, a primeira e mais fiel discípula de Jesus: ela ensina a amar como seu Filho, mesmo na máxima dor, debaixo da Cruz.

  1. Ó Maria, Mãe das Dores, vem conosco caminhar.

         Vem unir-te aos louvores e este povo ensina amar.

A terceira estrofe convida todas as pessoas a participar da romaria. Ela nos conduz ao encontro do Altar, onde celebramos a liturgia eucarística, alimentando-nos com o Pão da Palavra e o Pão da Vida, em união com Jesus e com Maria. O Altar torna-se o centro da comunhão da romaria.

  1. Vinde todos celebrar, nesta santa romaria.

        Vamos juntos ao Altar com Jesus e com Maria.

O verdadeiro objetivo do processo catequético da Iniciação à Vida Cristã não consiste tanto em transmitir-nos doutrinas sobre alguém, mas conduzir-nos ao encontro do Senhor da Vida, dentro de uma comunidade, onde recebemos irmãos e irmãs para conviver a nossa fé. Estas comunidades devem tornar-se ambientes de renovação da fé e do envio missionário: lugares da busca de novo ardor e de envio para a missão evangelizadora da Igreja em saída, tão solicitada pelo Papa Francisco. A romaria nos faz participar dessa grande comunidade diocesana a caminho.

  1. Quem encontra o Senhor e se une a cada irmão

      Partirá com novo ardor, enviado em missão.

Participemos da 20ª Romaria da Santa Cruz, de forma presencial ou virtual.

Dom Aloísio Alberto Dilli – Bispo de Santa Cruz do Sul