Destaques, Sem categoria › 21/07/2018

Mensagem aos bispos da Nicarágua sobre a crise política no País

MENSAGEM AOS BISPOS DA NICARÁGUA

“Consolai, consolai o meu povo.”
Isaías 40, 1

Nós, os Bispos da América Latina e do Caribe, como servidores do Evangelho de Jesus Cristo para a esperança do mundo, expressamos nossa proximidade e solidariedade com o povo nicaraguense e seus pastores, profetas de justiça, diante da dramática e dolorosa crise social e política que lá se vive atualmente.

“Eu vi como meu povo sofre.”
Êxodo 3.7

Nesta grave situação, somos chamados a ser a voz daqueles que não têm voz, para fazer valer seus direitos, encontrar caminhos de diálogo e estabelecer justiça e paz, “para que em Cristo todos tenham vida”(cfe. Documento de Aparecida, 4); de modo especial, aqueles que se sentem desconsolados com a morte e a violência. Encorajamos vocês a continuarem sendo defensores dos direitos humanos e portadores da esperança.

“Não se deixe vencer pelo mal. Pelo contrário, vença o mal com o bem.”
Romanos 12, 21

Também convidamos você a não fechar os ouvidos ao clamor e ao sofrimento de nossos povos e continuar a serem líderes corajosos por meio de quem Deus está presente e guia a história do seu povo.

No próximo domingo, 22 de julho, é nosso desejo e pedido que em todas as nossas celebrações, em todas as comunidades crentes de nossos países, se eleve uma oração especial para o povo da Nicarágua.

Que a Imaculada Conceição de Maria nos devolva a paz e a alegria!

Em nome do Episcopado da América Latina e do Caribe.

Card. Rubén Salazar Gómez
Arcebispo de Bogotá e Primado da Colômbia.

Juan Espinoza Jiménez
Bispo auxiliar de Morelia, México.

Bogotá, D. C., 18 de julho de 2018.

Baixe o PDF com o COMUNICADO BISPOS NICARAGUA com a mensagem original.

(Foto: Jornal O Globo)