Artigos, Bispos › 28/05/2020

O dia de abrir portas e janelas para sair

Este é o sentido originário do pentecostes. Depois que os apóstolos ficaram 50 dias recolhidos, trancados no cenáculo, por medo dos judeus, eis que a vinda do Espírito Santo significou para eles o momento de abrir portas e janelas para sair e iniciar a pregação do Cristo vivo e ressuscitado da páscoa, dando o seu testemunho.

É Pedro quem assume a palavra, diante de uma multidão reunida para a festa, e o que ele diz são palavras muito fortes: “Jesus foi um homem credenciado por Deus junto de vós, pelos milagres, prodígios e sinais que Deus realizou entre vós por meio dele, como bem o sabeis. Deus, em seu desígnio e previsão, determinou que Jesus fosse entregue pelas mãos dos ímpios, e vós o matastes, pregando-o numa cruz. Mas, Deus ressuscitou este mesmo Jesus, e disso nós somos testemunhas” (At 2, 22-24.32).

Foi ali, naquele dia, que iniciou a pregação da Igreja. Foram estes testemunhos de vida que arrastaram multidões e que levaram a Igreja de Jesus Cristo, aos últimos recantos da terra. É verdade que agora, por mais de setenta dias ficamos recolhidos, retirados de nossas igrejas e altares, mas estávamos ativos nas redes sociais. Tudo indica que agora, aos poucos podemos voltar; dar o nosso testemunho e levar a mensagem do Ressuscitado a todas as comunidades de nossa diocese.

Na compreensão de Paulo, conforme a segunda leitura, o Espírito Santo é decisivo na vida da Igreja. Tudo o que nós conseguimos, falamos e testemunhamos é obra do Espírito Santo que mora em nós, age em nós e nos faz ser instrumentos de Deus, na obra da evangelização. É no Espírito Santo que nós fomos batizados, unidos em Jesus Cristo e formamos um só corpo que é a Igreja, povo de Deus.

Já o Evangelho nos coloca diante da cena de páscoa, em que o Senhor Ressuscitado aparece aos apóstolos e diz: “A paz esteja convosco”. Depois destas palavras, mostrou-lhes as mãos e o lado. Então os discípulos se alegraram por verem o Senhor. Novamente Jesus disse: “A paz esteja convosco. Como o Pai me enviou, também eu vos envio. Recebei o Espírito Santo. A quem perdoardes os pecados serão perdoados. A quem vós não os perdoardes, eles lhes serão retidos” (Jo 20, 21-23).

Dom Zeno Hastenteufel – Bispo Diocesano de Novo Hamburgo