Artigos, Bispos › 03/04/2020

Pacto Educativo Global

Tendo como finalidade renovar a paixão por uma educação alicerçada nos princípios do humanismo solidário em favor das futuras gerações, o Papa Francisco convocou a celebração do “Pacto Educativo Global”, a ser realizada em Roma, em maio de 2020. Este Pacto se insere nas comemorações dos cinco anos da Encíclica “Laudato si” e se propõe gerar uma mudança de mentalidade em escala planetária através da educação.

A contínua transformação do mundo contemporâneo, tanto em nível cultural, quanto antropológico, exige uma educação que possibilite a pessoa humana estabelecer relações fraternas e sempre abertas ao outro. A imagem tomada pelo Papa do provérbio africano “para educar uma criança, é necessária uma aldeia inteira”, expressa bem a necessidade de renovar o compromisso de toda sociedade para que as futuras gerações sejam educadas para o diálogo e a fraternidade.

A Igreja no Brasil, através da Comissão Episcopal para a Cultura e Educação da CNBB, a Associação Nacional de Educação Católica (ANEC) e a Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB), propõem um caminho de vivência e partilha em preparação à celebração do “Pacto Educativo Global”. Para que esse tempo seja fecundo são incentivadas ações propositivas e partilhas de experiências que possam aprofundar a proposta do Pacto.

O lançamento nacional do Pacto aconteceu em Brasília na sede da CNBB no final de janeiro de 2020. Além disso outras atividades serão organizadas nos regionais no decorrer do ano. A comissão organizativa elaborou um subsídio para ajudar.  Com isso, cada Escola, Universidade e Comunidade é convidada a promover momentos de estudo, oração e reflexão sobre a proposta do Pacto Educativo Global.

Temos certeza que esta grande proposta lançada para o mundo da educação, será um apelo a cada pessoa para que se torne “protagonista desta aliança, assumindo o compromisso pessoal e comunitário de cultivar, juntos, o sonho dum humanismo, solidário, que corresponda às expectativas do homem e ao desígnio de Deus”.

Que este Pacto Educativo reanime na missão educativa para nosso tempo!

Dom Hélio Adelar Rubert – Arcebispo de Santa Maria