Artigos, Bispos › 09/09/2019

Peregrinos e semeadores da Palavra!

Estimados Diocesanos! Na vida todos nós podemos fazer a experiência de itinerantes e peregrinos, por necessidades que muitas vezes tocam a nossa vida a partir da realidade familiar, econômica, social, etc., ou pela disponibilidade do coração, do “amor serviço”, como resposta à opção de vida que abraçamos.

A Sagrada Escritura nos traz inúmeros relatos de homens, que, ao se colocarem a serviço do Senhor, tornaram-se itinerantes e peregrinos de Deus, anunciadores da sua Palavra. Neste mês dedicado à Bíblia, creio ser oportuno recordarmos de Abraão, um dos patriarcas bíblicos e considerado o pai na fé das religiões monoteístas (judaísmo, cristianismo e islamismo). A sua fé e a sua obediência diante da Palavra de Deus que lhe disse: “Deixa a tua terra, a tua família e a casa do teu pai, e vai para a terra que Eu te indicar” (Gn 12,1), fizeram dele um peregrino, levando-o a deixar o lugar onde vivia com tudo o que lhe era mais importante – a terra, a família e a casa do pai – e partir para uma terra estrangeira e distante que ele não conhecia. Partiu confiando somente na palavra e na proteção divina.

Quando nos colocamos a serviço do Senhor, na Igreja comunidade de fé, como sacerdotes, consagrados, consagradas, não devemos perder de vista o testemunho e a disponibilidade de Abraão. Graças à sua abertura de coração, Deus se revelou a ele e lhe indicou a sua missão.  Por isso, confiar na presença de Deus, que nos chama e nos acompanha na missão de segui-Lo, amando e servindo o seu povo, num contínuo peregrinar, faz parte da opção de vida e da vocação que abraçamos como graça de Deus.

Em cada realidade, através do amor serviço, podemos perceber e ver, com os olhos do coração, a presença de Deus, no rosto e na história do povo ao qual Ele nos envia em missão para amar e servir.

Manifesto minha profunda gratidão aos Meios de Comunicação Social que sempre possibilitaram a transmissão das missas dominicais, dos eventos da Diocese, das suas celebrações mais importantes. Manifesto minha profunda gratidão ao clero, aos ministros e ministras, a todas as outras lideranças das comunidades, aos religiosos e religiosas, às autoridades executivas, legislativas, militares e judiciárias, a todo o querido povo de Deus da Diocese de Erexim, que me acolheu como Bispo e pastor durante esses anos em que aqui exerci o meu ministério. Parto para realizá-lo em uma nova realidade, bendizendo a Deus por todo o bem que pude fazer com o auxílio da sua graça, mas também com o coração agradecido pelo carinho e a estima do querido povo desta Diocese. Que Deus, nosso Pai, continue abençoando sempre a todos vocês e suas famílias.

Tende todos um bom domingo.

+ Dom José Gislon, OFMCap -Administrador Apostólico da Diocese de Erexim