Artigos, Bispos › 12/02/2021

Preparar a Páscoa no diálogo

Com a Quarta-feira de Cinzas, entramos no tempo da Quaresma, tempo especial de oração, penitência e preparação para celebrar a centralidade da fé cristã: o Mistério da Paixão, Morte e Ressurreição do Senhor Jesus. Neste ano de 2021 a Campanha da Fraternidade é Ecumênica com outras Igrejas de confissão cristã.

O grande tema da Campanha da Fraternidade Ecumênica é: “Cristo é a nossa paz: do que era dividido, fez uma unidade” (Ef.2,14a). O lema centraliza o diálogo: “Fraternidade e diálogo: compromisso de amor”.

Nossos encontros quaresmais, orações, ViaSacra e reflexões abordam o tema da paz sob diversos aspectos. Nos Evangelhos constatamos que a vida de Jesus não foi nada tranquila e sem conflitos. A paz de Jesus é nosso compromisso com o Reino de Deus, por isso é sempre uma paz que provoca atitudes e inquietações constantes. Sabemos que “a fraternidade e o diálogo geram compromissos de amor, porque Jesus fez uma unidade daquilo que era dividido”.

Jesus foi mestre no diálogo. Ele ouvia todos que se aproximavam dele e era capaz, inclusive, de ouvir o silêncio e os gestos das pessoas. Certa ocasião foi tocado na barra do manto por uma mulher no meio da multidão (cf. Lc 8, 43- 48). A mulher foi curada por Jesus, pois o seu gesto expressava uma profunda atitude de fé. A oração, mesmo silenciosa, nos torna pessoas de diálogo e acolhimento como Jesus.

A paz conduz ao perdão, nos faz compassivos, promove o convívio entre as pessoas que pensam diferente, que são de outras crenças, partidos políticos ou clubes. O diálogo na paz, na oração e na convivência, rompe barreiras e preconceitos.

Desejamos preparar a Páscoa? Sim, certamente todos desejamos! Como? Em grupos, com a família, com uma oração ecumênica no intervalo dos trabalhos; com a oração do Terço todos os dias; com a Via Sacra; com a renovação do Sacramento da Confissão; com a leitura diária da Bíblia; com nossa doação para a Campanha da Fraternidade Ecumênica no Domingo de Ramos (27-28/03); ou fazendo alguma penitência especial por amor a Deus e ao próximo.

Seria bom escrever num papel o que escolhemos para fazer nessa Quaresma em preparação da Páscoa. Nossa Páscoa será muito abençoada, amada por Deus e fecunda.

– Deus nos abençoe e nos guie nesta Quaresma: em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém!

Dom Hélio Adelar Rubert – Arcebispo de Santa Maria