Artigos, Bispos › 28/05/2021

Santo de Santa Maria

Seguidamente pessoas perguntam: “Quando será a beatificação do Servo de Deus, o Diácono João Luiz Pozzobon?” O que responder? O processo de beatificação foi aberto dia 12 de dezembro de 1994 em Santa Maria e em 2009 foi encaminhado para a Congregação dos Santos em Roma.

Inúmeras testemunhas confirmam graças alcançadas e até milagres pela intercessão do Diácono João Luiz Pozzobon. Uma Comissão, coordenada pelo Postulador da Causa, há anos trabalha com pesquisas, orações, testemunhos e encaminhamentos. Nos últimos anos se elaborou a chamada “Positio” para confirmar um ou mais milagres pela Congregação dos Santos. Estamos aguardando esta resposta que, normalmente, é demorada. Nesse tempo de espera, é fundamental muita oração do povo por esta graça.

Sabemos que a beatificação não cai pronta do céu. Exige muita oração, incentivos e sacrifícios de todos. É por isso que no mês de junho vamos fazer no dia 22 uma manhã de formação com os padres, diáconos, seminaristas e lideranças sobre a vida, o exemplo e o testemunho do Diácono João que “foi um grande homem de apostolado, de oração e de paz”(Dom Ivo). Nos dias 24, 25 e 26 de junho faremos um Tríduo de oração pedindo a Deus a graça de sua beatificação. No Domingo, dia 27, será lembrado o 36º aniversário de sua morte ocorrida na manhã do dia 27 de junho de 1985, quando foi atropelado por um caminhão indo para a Santa Missa. Nasceu aos 12 de dezembro de 1904 em São João do Polêsine/RS, e faleceu em Santa Maria aos 27 de junho de 1985 com 81 anos.

A vida do Servo de Deus, Diácono João Luiz Pozzobon é um testemunho claro de santidade na vida matrimonial, na sua profissão e ao assumir a Campanha da Mãe Peregrina. Percorreu nada mais nada menos do que 140.000 Kms. durante 35 anos de apostolado levando o estandarte de madeira de Nossa Senhora Mãe e Rainha (11 kg) sobre os ombros por tudo onde andava. As visitas domiciliares, nas escolas, comunidades, presídios, hospitais, doentes, etc… eram para ele ocasião de transmitir a outros seu amor mariano e evangelizar. “Os escritos que deixou revelam, na singeleza da forma, uma mística profunda e irradiante, de grande pureza e vigor” (Card. Dom Lucas M. Neves).

Dom Érico Ferrari aos 30 de dezembro de 1972 ordenou João Luiz Pozzobon para o diaconato permanente em Santa Maria. Agora todos somos convidados a fazer bem a nossa parte intensificando nossa oração para que este grande homem de Deus seja,em breve, o primeiro “Santo de Santa Maria!”

Dom Hélio Adelar Rubert – Arcebispo de Santa Maria